PR 8 SNT
PERCURSO DO VINHO DE COLARES

 

Fauna e flora

Nesta região subsiste ainda uma agricultura com numerosos elementos tradicionais. Dela dependentes, encontram-se algumas espécies ameaçadas de fauna e de flora: o texugo, as rapinas e algumas orquídeas. Facilmente observável é a perdiz. Sebes e pomares abrigam o ouriço-cacheiro, a raposa e o melro.
Nas arribas, os limónios endémicos, evidenciam um habitat especial para a conservação. Aves, como o peneireiro-vulgar, o pombo-das-rochas e as gaivotas escolhem estes locais, a salvo dos predadores, para nidificar.
A vegetação autóctone, essencialmente de características mediterrânicas e ocidental-mediterrânicas, apresenta-se num mosaico variado de manchas de plantas típicas de areias, matos rasteiros e vegetação arbustiva, própria dos solos calcários, como a raiz-divina, a sabina-da-praia, o tojo-gatunho, a salsaparrilha-bastarda e o carrasco. Aqui se abriga grande diversidade de fauna: os coelhos-bravos, as raposas, as doninhas, as aves, o sardão, a cobra-rateira, os insectos, e muitos outros.

 

Para mais informações contactar o Parque Natural Sintra-Cascais ou consultar o portal do Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade: http://portal.icnb.pt

Duna fóssil (foto: PNSC - Manuela Marcelino)

 

Maçãs de Colares (foto: PNSC - Manuel Dória)

 

Macieiras e vinha (foto: PNSC - Manuela Marcelino)


Oliveira (foto: PNSC)

 

Perdiz (foto: PNSC - Luís Roma Castro)


Vinha de Colares (foto: PNSC - Manuel Dória)