Pontos de vista definidos: InicialNorteSulEsteOeste                  Ver modelo isolado

Sintra Capital do Romantismo - www.sintraromantica.net

O Convento dos Capuchos foi mandado construir em 1560 por D. Álvaro de Castro, conselheiro de Estado de D. Sebastião e vedor da Fazenda, em resultado do cumprimento de um voto de seu pai, D. João de Castro, quarto vice-rei da Índia. O Convento de Santa Cruz da Serra de Sintra surgiu, assim, num lugar isolado e inóspito, cujas condições naturais à época da sua fundação, tiveram decerto forte influência na escolha da sua localização.
O convento capucho de Sintra é um dos múltiplos exemplos da religiosidade pietista do século XVI em Portugal e ficou conhecido pelo extremo da sua pobreza de construção. De dimensões reduzidas, com celas e dormitório revestidos a cortiça e uma capela cuja cobertura se molda na própria rocha, o Convento materializa o ideal de fraternidade dos frades arrábidos. Numa visita ao edifício, percorremos a exiguidade dos seus corredores incorporados nos blocos de granito, e deixamo-nos envolver na penumbra do quotidiano dos franciscanos.
Habitado ainda nos finais do século XVIII, o Convento de Santa Cruz dos Capuchos terá sido abandonado em 1834, com a extinção das ordens religiosas que o regime liberal determinara.
A mata que rodeia o convento, com os seus velhos carvalhos e arbustos de grande porte, beneficiou seguramente da protecção dos frades. Tendo sobrevivido até aos nossos dias, a mata constitui provavelmente o testemunho mais importante da floresta primitiva da serra de Sintra. Pela sua raridade, estado de conservação, porte notável de muitos exemplares e carácter relítico, constitui esta mata um importante valor natural que importa salvaguardar.

Contactos
Tel. 21 923 73 00
info@parquesdesintra.pt
ticketing@parquesdesintra.pt
www.parquesdesintra.pt

Horários:
Abril – Setembro:
09.30h – 20.00h
Última entrada até às 19.00h
Outubro – Março:
10.00h – 18.00h
Última entrada até às 17.00h
Abertos de 2ª feira a domingo